sábado, 2 de julho de 2011

Assimilação e acomodação


Os esquemas cognitivos do adulto são derivados dos esquemas sensório-motores da criança e, os processos responsáveis por essa mudança nas estruturas cognitivas por assimilação e acomodação.
Assimilação é o processo pelo qual uma pessoa classifica um novo dado nas estruturas cognitivas prévias. Quando uma criança tem uma nova experiência e se adapta à mesma.
A criança tenta continuamente adaptar os novos estímulos aos esquemas que ela já possui.
Exemplo: quando é apresentado à criança um cavalo ela tenta assimila-lo, figura que já conhecia. Ocorre um processo de similaridade entre o cavalo e o cão.
Acomodação à acontece quando a criança não consegue assimilar o novo estímulo, ou seja, não existe uma estrutura cognitiva que assimile a nova informação em função da particularidade desse novo estímulo. Nesta situação restam duas saídas: criar um novo esquema ou modificar um esquema que já existe.

Não há assimilação sem acomodações, mas também não existem acomodações sem assimilação, ou seja, o meio não provoca simplesmente o registo de impressões ou a formação de cópias, mas desencadeia ajustamentos activos.

Assimilação + acomodação = adaptação

9 comentários: